Iorrana Ribeiro | O presente é o norte
Fotografia. Produção Web. Qualidade de vida.
Iorrana,Iorrana Ribeiro,fotografia,produção web,blog,qualidade de vida,ioga, yoga, yôga,pilates,stress,alimentação,filosofia,comportamento,estilo de vida, lifestyle,derose,força,poder,energia,tônus muscular,autoconhecimento,concentração,foco,vitalidade,ansiedade,estabilidade emocional,...
658
single,single-post,postid-658,single-format-standard,ajax_updown,page_not_loaded,,paspartu_enabled,qode_grid_1300,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

O presente é o norte

corte5

O presente é o norte

Uma das coisas mais complicadas que pode existir é tentarmos desvendar os poderes do acaso sobre algo que nos tenha coincidentemente acontecido. Quando caímos em questões como: por que isso me aconteceu? Ou, qual será a razão disso ter me acontecido? Nem sempre a famigerada afirmação “porque tinha que ser” pode aquietar a alma.

Outro comportamento também comum é quando tentamos controlar o que ainda não aconteceu e tentamos descobrir, adivinhar, ou refletir sobre o que vai acontecer no próximo instante, minuto, dia, mês, ano e assim por diante. Seja pela espera de algo, seja por medo de que algo aconteça, ou não aconteça, nossa atenção não consegue permanecer no presente, e passamos a sofrer uma espécie de tensão da expectativa pelos acontecimentos futuros.

Um renomado escritor e professor indiano comenta que quando vivemos a sincronicidade, ou a coincidência, é que estamos mais conectados ao processo criativo do Universo. Que nós podemos nos equivocar em pensar linearmente, que porquê algo aconteceu conosco necessariamente outro fato lógico deverá se suceder. Eu normalmente costumo fazer tudo o que posso quando quero algo, eu realmente não descanso. Sou do grupo das almas inquietas #fato. Procuro compreender, procuro pelos meios, pelas respostas, procuro principalmente aprender com os fatos e assimilar as experiências. Mas percebi que temos que ter a sabedoria de contemplar o decorrer dos dias. Que depois que fizermos tudo o que podíamos fazer, devemos entregar os nossos anseios a uma Sabedoria maior. Sempre que agimos, nós lançamos uma semente que pode frutificar no que desejamos ou então isso desembocará em uma outra via. Este é o processo. Então calma, espere. Em algum momento você vai entender, ou tudo isso vai passar. O Universo possui uma inteligência que foge a nossa lógica. Inteligência esta que é regada e, muito bem regada, a uma outra variável chamada tempo. Quantas e quantas vezes eu quis algo e isso chegou até mim por outros caminhos os quais não pude prever ou imaginar. Então “pegue para você o que lhe pertence, e o que lhe pertence é tudo o que sua vida exige”, diz a Poetisa. O que é seu está aqui e agora, perto de você. Sejam as pessoas, seja o seu trabalho e o local onde você está. É com o que você tem hoje que você vai construir outras histórias. Não existe maneira de pular para o futuro sem viver o presente. “O que não está aqui, não está em parte alguma”. Os projetos são bem vindos, sim, eles devem existir para que possamos lançar mais sementes e aos poucos irmos construindo o nosso caminho. Isso é necessário. Mas tentar prever é insano. Então procure baixar a tensão da expectativa no que pode acontecer, ou não, e traga sua atenção para cá, mesmo que sua intenção esteja lá, em algo que você queira. Não se pode saber com exatidão o que vai acontecer. Não temos o controle total de uma situação e nunca teremos. Tentar interferir neste processo pode quem sabe, até mesmo contribuir para que nos desviemos de um caminho natural e mais apropriado para o que precisamos em uma dada época de nossas vidas.

 

“O passado e o futuro não existem.
O passado nada mais é do que registros de memórias e o futuro são apenas projeções.
O momento mais importante é o agora.”

 

Então percebi com uma certa intensidade, como é fundamental viver o momento. Ah! Você pode achar isso ultra clichê, mas anote: é assim que deve ser. O presente é o norte de um futuro repleto de possibilidades, por isso o momento mais importante em nossas vidas é o agora. É no presente que está o sabor e o timing das coisas e, se perdemos isso em prol de algo que ainda não temos, talvez estejamos deixando de viver, ou melhor, talvez estejamos deixando de criar as conexões necessárias que nos levarão a outros estágios da vida.

 

Iorrana Ribeiro
Engenheira e Produtora Web